Link Building: Um dos principais fatores de ranqueamento no Google

Você sabia que o Link Building é um dos principais fatores de ranqueamento no Google?

Exatamente!

Segundo John Muller – Webmaster Trends Analyst – conciliar uma Estratégia de Links naturais, é de extrema importância, pois coopera em colocar seu site no topo do Google, sem a necessidade de investir em Campanhas Pagas.

Com essa estratégia, você mostra ao Google o quanto o seu domínio na internet é relevante e ainda garante um excelente aumento em seu tráfego orgânico!

Nesse artigo você saberá, de forma clara e rápida, tudo o que precisa para dar início a essa prática eficaz de Link Building, de maneira a não cometer nenhuma Penalidade do Google!

Vamos juntos?

marketing-de-conteudo-guestposts

Contextualização sobre: Link Building o que é? 

O Link Building é uma grande construção digital. Na prática se traduz em uma rede de links que ajudará a tornar um site/blog reconhecido entre outros, e em especial diante dos mecanismos de busca do Google. 

Existem duas formas principais de Link Building: os links internos e externos!

Em um artigo de um blog, por exemplo, o link interno aparece em meio ao corpo do texto e direciona o leitor a outra página do próprio site.

Quando qualquer outro site usa em sua página um link que direciona para o seu, isso é chamado de link externo.

Ambos técnicas de Link Building são importantes, mas por lógica, os links externos têm mais peso no ranqueamento do Google.

Esta prática de Link Building – externo – indica que outras pessoas ou outros sites falam bem de você, recomendam a sua página ao próprio público por meio desses links.

Como fazer Link Building?

Entender como fazer Link Building é de extrema importância para o entendimento na íntegra deste conteúdo.

A fim de simplificar o entendimento optamos por separar esta seção, de maneira a contextualizá-la – na íntegra – por partes importantes e práticas recomendadas.

Portanto, caso queira explorar e entender como fazer Link Building, disponibilizamos 11 das melhores estratégias, contextualizadas em um Guia Tutorial. Clique no banner e confira!

como-fazer-link-building

Benefícios do Link Building para o Ranqueamento no Google

É interessante recorrer a uma analogia: se um site é um lugar, uma espécie de “terreno” digital, o Link Building nada mais é do que as construções sobre e ao redor desse local, que vão tornar esse terreno em uma grande “cidade”, reconhecida por muitas pessoas em outros lugares e pelas autoridades.

Nesse caso, o Google é a autoridade máxima, com poder de colocar o seu site nos primeiros lugares do ranking e, com uma excelente Estratégia de Link Building, alcançar o topo será fácil!

O ranqueamento do Google é de absoluta importância para o crescimento de seu site, pois é ele quem deve ditar em qual posição o site aparecerá quando alguém procurar por determinado assunto na busca.

Na prática, a maioria das pessoas nunca passa da segunda página de pesquisa! Podemos afirmar que um percentual altíssimo de usuários, clica apenas nos 5º primeiros colocados.

Dessa forma, podemos concluir que o Link Building, além de ser um fator positivo para o ranqueamento no Google, potencializa a qualidade de um site para o engajamento de mais clientes em potencial.

A fim de garantir qualidade e boas práticas para a construção de Link Building e, práticas estratégicas de ranqueamento no Google ou otimização de conteúdos, foram criadas as Diretrizes de Qualidade.

Confira a seguir como construir Link Building sem cometer as penalidades do Google!

Conheça as Diretrizes de Qualidade do Google

Já que a posição do site na página de buscas é vital para o seu sucesso, isso levou muitos donos de páginas a buscar, de todas as formas possíveis, jeitos de manipular o programa de ranqueamento.

Em outras palavras, incorreram em práticas nada nocivas, que envolvem a fabricação artificial de Link Building, a fim de mascarar a real qualidade e relevância do site!

De forma a identificar Link Building, que visam enganar o sistema do PageRank para que um site seja mais bem posicionado, o Google criou as Diretrizes de Qualidade.

Em seu resumo, as Diretrizes de Qualidade do Google servem para especificar “limites” que os usuários não devem praticar, a fim de que seu site não seja penalizado.

Confira à seguir as Diretrizes para Webmaster – criadores de conteúdo – e entenda, quais Diretrizes são necessárias seguir para um excelente ranqueamento no Google, junto à uma estratégia de Link Building.

Diretrizes para Webmasters

A fim de auxiliar para uma excelente performance do seu site e aumento de engajamento e vendas, a Central de Pesquisa Google desenvolveu as Diretrizes para Webmaster, a fim de cooperar para o entendimento dos padrões de qualidade.

O Link Building é uma estratégia poderosa que pode levar seu site a alcançar o topo com “facilidade”. Mas para que isso realmente aconteça, é necessário seguir todas as exigências das Diretrizes para Webmasters.

Se por um lado, incorrer em práticas condenáveis pode fazer com que um site seja extinto ou “esquecido” pelo algoritmo do Google, por outro a própria ferramenta de busca oferece uma série de direções para que um site seja bem ranqueado e que tenha qualidade.

As Diretrizes para Webmaster podem ser gerais, específicas ao conteúdo e de qualidade e foram criadas para auxiliar o Google a encontrar, indexar e classificar o seu site.

Recomendamos que leia com atenção, pois algumas práticas são consideradas ilegais, o que pode levar à remoção completa de um site do índice do Google ou, até mesmo, fazer com que seu site seja penalizado por algum algoritmo.

Diretrizes gerais

Essas orientações dizem respeito a aparência do próprio site e de como aparecerá para a ferramenta, isto é, tudo o que você pode fazer para ajudar o Google a:

  • Encontrar seu site;
  • Entender suas páginas;
  • e auxiliar a navegação dos seus usuários.

Entenda como auxiliar o Google a encontrar seu site

Segundo a Central de Pesquisa Google, a fim de auxiliar o Google a encontrar seu site é necessário:

– Confira se todas as páginas do site podem ser acessadas por links de outras páginas localizáveis. Confira se o link de referência inclui texto ou, para imagens, um atributo alt, que é relevante para a página de destino. Os links rastreáveis são tags <a> com um atributo href.

– Forneça um arquivo do sitemap com links para páginas importantes do site. Forneça também uma lista legível com links para essas páginas. Essa lista por vezes é chamada de “índice do site” ou “página de sitemap”.

– Limite o número de links em uma página a um número razoável (no máximo alguns milhares).

– Confirme se o servidor da Web é compatível com o cabeçalho HTTP If-Modified-Since. Esse recurso indica ao servidor da Web para informar ao Google se houve mudança no conteúdo desde o último rastreamento do site. A utilização desse recurso reduz a largura de banda e a sobrecarga.

– Use o arquivo robots.txt no servidor da Web para gerenciar o orçamento de rastreamento ao evitar que espaços infinitos, como páginas de resultados de pesquisa, sejam rastreados. Mantenha o arquivo robots.txt atualizado. Saiba como gerenciar o rastreamento com o arquivo robots.txt. Teste a cobertura e a sintaxe do seu arquivo robots.txt usando a ferramenta Testar robots.txt.

Central de Pesquisa Google – atualizado em 2021.

A fim de auxiliar o Google a encontrar o seu site – rapidamente – é necessário solicitar a indexação no Google Search Console.

Dessa forma, as atualizações, posts no blog ou novos conteúdos, poderão ser colocados na fila de indexação prioritária, de maneira a auxiliar o Google para o rastreamento – ágil – de seu novo conteúdo!

Confira abaixo como realizar a indexação de novos conteúdos ou, alteração:

como-indexar-url-no-google-search-console
1) Insira a URL que você deseja indexar no campo indicado.
como-indexar-url-no-google
2) Solicite a indexação da URL desejada.
tutorial-para-indexar-url-no-google
3) Note que irá aparecer uma janela, como o exemplo acima.
indexar-url-no-google
4) Pronto. Agora é só aguardar!

Entenda como auxiliar o Google a entender suas páginas

A fim de fazer com que o Google entenda o seu site, alguns padrões são necessários seguir atentamente! Confira elas, quais são:

“- Crie um site útil e com muitas informações, além de páginas que descrevam seu conteúdo de maneira clara e precisa.

– Pense nas palavras que os usuários costumam digitar para encontrar suas páginas e confira se elas aparecem no site.

– Verifique se os elementos <title> e os atributos alt são descritivos, específicos e precisos.

– Desenvolva o site com uma hierarquia conceitual clara entre as páginas.

– Siga nossas práticas recomendadas para imagensvídeos e dados estruturados.

– Ao usar um sistema de gerenciamento de conteúdo (por exemplo, Wix ou WordPress), confira se ele cria páginas e links que podem ser rastreados por mecanismos de pesquisa.

– Para que o Google entenda completamente o conteúdo do site, permita que todos os recursos que podem ter um efeito significativo na renderização da página sejam rastreados (por exemplo, arquivos CSS e JavaScript que afetam o entendimento das páginas). O sistema de indexação do Google renderiza uma página da Web como um usuário a veria, incluindo arquivos de imagens, CSS e JavaScript. Para ver quais recursos da página o Googlebot não consegue rastrear, use a Ferramenta de inspeção de URL. Para depurar diretivas do arquivo robots.txt, use a ferramenta Testar robots.txt.

– Permita que bots de pesquisa rastreiem o site sem IDs de sessão nem parâmetros de URL que acompanhem o caminho dos bots pelo site. Essas técnicas são úteis para rastrear o comportamento individual do usuário, mas o padrão de acesso dos bots é totalmente diferente. Se você usa essas técnicas, a indexação do seu site pode ser incompleta, já que os bots talvez não consigam eliminar os URLs com aspecto diferente, mas que apontam para a mesma página.

– Faça com que o conteúdo importante do seja site visível por padrão. O Google rastreia conteúdo HTML oculto em elementos de navegação, como guias ou seções de expansão. No entanto, consideramos esse conteúdo menos acessível para os usuários e recomendamos que as informações mais importantes fiquem visíveis na visualização de página padrão.

– É importante garantir que os links de publicidade nas páginas não afetem a classificação dos mecanismos de pesquisa. Por exemplo, use o arquivo robots.txtrel="nofollow" ou rel="sponsored" para evitar que esses links sejam rastreados.”

Central de Pesquisa Google – atualizado em 2021.

Entenda como auxiliar a navegação de seus usuários

Por fim, não menos importante, auxiliar os visitantes a utilizar suas páginas:

“- Em vez de imagens, procure usar texto para exibir nomes, conteúdo ou links importantes. Se você precisa usar imagens no seu conteúdo textual, use o atributo alt para incluir algumas palavras de texto descritivo.

– Confira se todos os links levam o usuário a páginas ativas. Use um HTML válido.

– Otimize o tempo de carregamento das páginas. Sites rápidos agradam aos usuários e melhoram a qualidade geral da Web, principalmente para usuários com conexões lentas. O Google recomenda o uso de ferramentas como PageSpeed Insights e Webpagetest.org para testar o desempenho da página.

– Projete o site para todos os tipos e tamanhos de dispositivos, incluindo computadores, tablets e smartphones. Use o teste de compatibilidade com dispositivos móveis para avaliar como suas páginas funcionam nesses aparelhos e receber comentários sobre o que precisa ser corrigido.

– Confira se o site é exibido corretamente em diferentes navegadores.

– Se possível, proteja as conexões do site com HTTPS. Criptografar interações entre o usuário e o site é uma prática recomendada para a comunicação na Web.

– Verifique se as páginas são úteis para pessoas com deficiência visual. Por exemplo, teste a usabilidade com um leitor de tela.”

Central de Pesquisa Google – atualizado em 2021.

Diretrizes Específicas ao Conteúdo

Já as diretrizes específicas ao conteúdo se referem a tudo o que você deve colocar em seu site, sejam imagens, vídeos, textos etc. 

Alcançar os Snippets – posição zero do Google – é um sonho desejado por MUITOS!

Afinal, alcançar a posição zero, na primeira página do Google garante um excelente tráfego orgânico, além de um engajamento excepcional!

Ao focar nos conteúdos de imagens e vídeo, o Google recomenda que para imagens é necessário criar um bom contexto, um bom posicionamento no site e o que texto referente à imagem esteja próximo a esta, dentre outras simples sugestões.

Já para os vídeos, as recomendações gerais são ativar recursos específicos, garantir que o Google possa indexá-los e usar formatos de vídeo compatíveis para que sejam identificados pela ferramenta.

Podemos considerar que para a geração de Snippets, é utilizadas várias fontes para estruturar posições. São elas:

  • Informações descritivas do título;
  • Metatags;
  • Informações disponíveis ao público;
  • Marcação de páginas;
  • Link Building para o conteúdo;
  • entre outros.

Dessa forma, podemos concluir que para alcançar a Posição Zero do Google – Featured Snippets – é necessário uma otimização de informações, aliadas à uma estrutura de Link Building com parceiros de alta qualidade!

É de extrema importância que sua estratégia de Link Building esteja conciliada a excelentes parceiros. Caso contrário, alcançar excelentes resultados, será uma missão “quase impossível”.

Afinal, se o seu site está possui Link Building para um blog de baixo tráfego ou DR – domain rate – ao invés de cooperar positivamente, seu site poderá ganhar alguns pontinhos a menos com o Google.

O ideal é que seu site busque realizar parcerias de Link Building com sites com a mesma DR que o seu site, ou maior. O mesmo é válido para índice de TO – tráfego orgânico.

Diretrizes de Qualidade

Trata-se de uma série de critérios para detectar as práticas fraudulentas, nocivas ao bom andamento do site e ao fluxo do Link Building.

O maior objetivo é combater a fabricação artificial de links, que não refletem a qualidade ou influência real do site. O Google elenca as práticas reprováveis, que são entre outras:

  • Criar páginas de parceiros apenas para troca de links.
  • Pagar por links reconhecidos pelo PageRank.
  • Técnicas de cloaking.
  • Ocultar textos ou links.

Por isso, cuidado e atenção quando colocar em prática sua estratégia de Link Building!

A importância da otimização de experiência ao usuário

Recentemente foi atualizado as métricas essenciais para otimização de experiência ao usuário.

Conhecido como Core Web Vitals, essas métricas essenciais, em seu resumo, buscam garantir que o usuário tenha uma boa navegabilidade em seu site através da web e dispositivos mobile.

💡 Caso seja necessário, você pode conferir sobre: “Core Web Vitals o que é” para entender na íntegra como otimizar a experiência do usuário em seu site/blog.

Desempenho do carregamento, interatividade, estabilidade visual da página e compatibilidade com dispositivos móveis são algumas das métricas de otimização de experiência do usuário.

Esses pontos ajudam o próprio usuário a navegar com tranquilidade pelo seu site. Aliada a um bom conteúdo, a otimização da experiência fará com que ele volte.

A maior dica aqui é a mais simples: construa o site para o público, não para o buscador.

Pode parecer contra intuitivo, mas quanto maior o foco na experiência do usuário, maior será a qualidade e por consequência o acesso e a visibilidade do site. 

Construir excelentes Link Building, de nada adiantaram se o seu site possuir uma má experiência para seus usuários.

Por isso, é de extrema importância que se atente em otimizar a experiência do usuário em seu site/blog e construa uma rede de Link Building de excelente qualidade, com ótimos sites!

Penalizações do Google que você não deve cometer

As diretrizes de qualidade existem para estabelecer regras no uso dos sites, com vista a fiscalizar e punir estratégias de Link Building artificiais, também conhecidas como Black Hat SEO.

As penalidades existem para “limpar” a web de conteúdos irrelevantes, de má qualidade e das práticas maliciosas. 

É importante ressaltar que nem todos os links pagos violam as Diretrizes de Qualidade do Google! Confira a seguir um trecho explicativo:

“Nem todos os links pagos violam nossas diretrizes. Comprar e vender links é uma prática econômica normal na Web, quando realizada com objetivos publicitários, e não para manipulação de resultados da pesquisa. Para especificar se os links foram comprados para publicidade, realize uma das seguintes ações:

– Ao adicionar um atributo rel="nofollow" ou rel="sponsored" à tag <a>

– Ao redirecionar os links a uma página intermediária bloqueada para mecanismos de pesquisa com um arquivo robots.txt

O Google trabalha bastante para garantir que links que pretendem manipular os resultados dos mecanismos de pesquisa, como trocas de links excessivas e links comprados que transmitem PageRank, sejam desconsiderados. “

Central de Pesquisa Google – atualizado em 2021.

Confira a seguir uma lista de Penalidades do Google que você não deve cometer:

  • Técnicas de Cloacking;
  • Texto e links ocultos;
  • Doorways;
  • Conteúdo copiado;
  • Programa de afiliados;
  • Palavras-chave irrelevantes;
  • Criação de páginas com comportamento macilioso;
  • Consultas automáticas;
  • SPAM gerado pelo usuário.

Conclusão

Agora que você sabe o que é Link Building, poderá usá-lo sem medo! Mas a fim de garantir uma excelente Estratégia de Link Building para o seu site, é necessário que entenda sobre o que é Link Juice, de maneira a aproveitar 100% de sua estratégia de links!

Cada link inserido em um artigo, por exemplo, possui um peso específico para cada determinada parte do conteúdo e, sendo esta autoridade – compartilhada – perante os links internos e externos – inclusos.

Entender sobre o que é Link Juice é de extrema importância para o entendimento total de uma Estratégia de Link Building!

O Google se utiliza dessas normas e suas consequências para proteger os sites bons, que possuem conteúdo de valor a oferecer, e que eventualmente poderiam cair no ranking por conta de trapaças.

Na outra ponta dessa relação, também fica preservada a experiência do usuário.

As punições envolvem quedas no ranqueamento e até mesmo eventual retirada da página do Google. Essas penas podem ocorrer manualmente, por meio de notificações prévias ou de modo automático.

É importante observar sempre o nível do tráfego de um site, pois essa é uma forma de monitorar seu desempenho nas buscas.

Outras maneiras incluem alertas no Google Webmaster Tools, queda repentina na colocação do SERPS e obstáculos ao indexar páginas nos resultados da busca. 

Para não cometer erros e acabar por receber penalizações, é essencial prestar atenção nas diretrizes de qualidade, tanto em relação ao Link Building quanto ao próprio conteúdo oferecido pelo site, em informações que não podem ser duplicadas e em palavras-chave que devem ter seu uso correto e lícito.

Aproveite para trabalhar nos links internos de suas páginas e buscar parcerias com outros sites para conseguir links externos da forma permitida e incentivada.

Lembre-se que ter um site de sucesso envolve a produção de conteúdo de valor e observância das diretrizes. Acima de tudo, o mais importante sempre será a satisfação do seu público.

Espero que este conteúdo tenha sido enriquecedor para o aprendizado de vocês e, caso tenham dúvidas e/ou sugestões, comente aqui em baixo. Será um prazer receber seu feedback!

Um abraço e bons links!

guest-posts-google-web-stories
Compartilhe:

Deixe um comentário