Storytelling: Entenda o que é e como funciona no Marketing de Conteúdo! [+5 erros para você não cometer!]

O Storytelling no Marketing de Conteúdo é uma fórmula que vem sendo bastante utilizada pelo mercado, independentemente do seu nicho de atuação, por estar diretamente ligada a tradução do termo em inglês para “contar histórias”.

Essa técnica pode ser feita por roteiristas, jornalistas, redatores e escritores de um modo geral, que tem o objetivo de prender a atenção do público para passar uma mensagem marcante de modo que acabe conquistando-os. 

Por meio do storytelling, a audiência é levada através de tramas que contém personagens, um ambiente, um conflito e clímax, unidos a uma mensagem que acabe gerando alguma emoção em quem acompanhou a história. Sendo assim, muitas linhas editoriais de grandes companhias de produção de texto utilizam essa técnica no Marketing de Conteúdo para engajar o público-alvo.

Por exemplo, uma clínica que realiza exame de urina normal pode criar uma história sobre a importância de fazer o procedimento para a vida do indivíduo. Para isso, a redação dessa clínica deve criar um personagem que expresse as mesmas emoções e os problemas que o indivíduo que precisa desse procedimento também passa.

Toda prática dessa técnica deve conter um início, meio e fim, conectando-se a quem está lendo desde o princípio da mensagem.   

A importância do uso correto desta fórmula está ligada ao fato de que acabam sendo desenvolvidos materiais únicos para cada empresa que o utilizar, de forma que o público é levado na jornada por se identificar ou então, se emocionar.

Os principais usos do storytelling

Sendo possível ser utilizado em diferentes áreas, essa estratégia acaba sendo mais produzida nas áreas de:

  • Consultoria;
  • Educação;
  • Vendas;
  • Produção de conteúdo.

Dentro das práticas do storytelling, ele pode ser uma ferramenta utilizada por consultores como uma forma de se comunicar ao trabalhar assuntos complexos de modo simples e também, de compor a sua estratégia para se alcançar os objetivos. 

Podendo também ser usado por profissionais da educação, ele neste meio acaba fazendo com que as informações possam ser transmitidas de uma forma que atraia o aluno, e com isso, fazê-lo ficar interessado até mesmo em assuntos como de endoscopia gato

A didática do storytelling na educação também se torna capaz de transformar assuntos complexos em algo mais fácil, dando a opção ao profissional de como ele quer transmitir aprendizado.

Por ser um recurso que acaba envolvendo as pessoas, a contação de história é utilizada no setor de vendas para demonstrar a oferta de um produto ou serviço de forma persuasiva por meio de uma narrativa envolvente, e que pode despertar o interesse no consumidor.

Um bom storytelling sobre curso de reciclagem CNH pode fazer com que as vendas do curso ou dos serviços de uma empresa aumentem porque essa prática acaba também englobando uma produção de conteúdo. 

Esses conteúdos, por sua vez, estão relacionados com as estratégias de marketing que uma empresa organiza e investe, para que por meio desses conteúdos, o consumidor acabe sendo envolvido e o achando relevante. 

Como aumentar as conversões com Storytelling no Marketing de Conteúdo?

As práticas de marketing para estabilizar a empresa no mercado, conquistar consumidores e se destacar entre os concorrentes acabaram aumentando ao longo dos anos, e meios que não eram utilizados para esse ideal, passaram a ser de alguma forma. 

Fonte/Reprodução: Original

Leia também: Exemplos de Marketing de Conteúdo | Dicas Guest Posts

O storytelling no marketing de conteúdo pode cumprir o seu papel de aproximar e despertar os sentimentos dos consumidores dos mais diversos meios, desde contar a história da empresa e o que ela busca para seus consumidores, até mesmo em algumas campanhas.

E com o avanço do mercado, diferentes canais podem abrigar essa técnica, incluindo as redes sociais que, além de buscar novos consumidores, podem fidelizar aqueles que já consumiram um remédio antroposófico, por exemplo. 

Aumentar o número de consumidores com o storytelling requer estratégias de conteúdo que podem ser novidade como também, algo que já é conhecido de uma forma inédita, para personalizar de acordo com o que a empresa deseja. 

Para que haja um aumento de leads, é necessário também que o diálogo seja conduzido por meio da contação de história, de forma que a mensagem possa ter um fluxo de início, meio e fim para ter um sentido e concluir seu propósito.

Como uma empresa pode criar uma narrativa sobre um filtro para diesel e sua importância para reduzir os impactos causados no meio ambiente. 

O aumento de conversões também pode estar no aumento das emoções. Se um cliente acaba se identificando, ou então, se emocionando com a mensagem que a empresa transmite, um laço acaba sendo estabelecido e com ele, as chances de aumentar os leads.

Quando se usa o storytelling de modo estratégico, e bem-sucedido, a empresa acaba ganhando uma relevância dentro do mercado.

Caso o material e a abordagem acabe gerando um sentimento de indiferença para o consumidor, a estratégia deve ser revista e reformulada, porque acaba sendo um sinal de que não atingiu as metas e os objetivos que a empresa desejava. 

Exemplos de storytelling 

A prática desse desenvolvimento de narrativa pode ser utilizada de diferentes meios dentro do mercado, adequando ao que a empresa deseja e principalmente, o público-alvo que já possui ou se planeja conquistar. 

01. Cotidiano

Storytelling que envolvem o cotidiano, seja ações ou relacionamentos, acabam tendo um peso maior quando se trata de cativar por meio das emoções porque é neste ambiente e tempo que imprevistos podem surgir. 

Por exemplo, uma empresa que vende vibrador linear, pode consistir em situações que demonstram a importância da peça em ações até mesmo domésticas.

Essa identificação em coisas do cotidiano gera aproximação e até mesmo, a fidelização do consumidor com a empresa.

02. Personagem que obtiveram benefícios com a marca

Criar um storytelling com a trama de personagens que conseguiram conquistar algum benefício usando a marca, sejam os seus produtos ou então, os seus serviços.

Como o sonho de um cliente realizado que ao contratar a locação de caminhão guindaste para construir um prédio, pode concluir de forma mais rápida por usufruir dos serviços da empresa.  

03. Conectar com tramas reais e pessoais

Essa narrativa proporciona que os clientes acabam tendo uma conexão mais rápida com a empresa, porque há uma demonstração real de que os serviços ou os seus produtos impactam na vida do indivíduo.

Bastante usadas em estratégias e campanhas de marketing em datas comemorativas, o storytelling com tramas reais são aqueles que também podem conectar de forma automática com o consumidor.

04. Jornada do herói

A construção da jornada do herói é uma estratégia bastante utilizada dentro dessa técnica, até mesmo pelas empresas onde no meio da narrativa, seus produtos ou serviços acabam sendo incluídos de forma explícita ou implícita.

Por iniciar no mundo comum, e o indivíduo receber o chamado e ter emoções como hesitação, amizade ou inimizade ao longo do percurso em busca da recompensa para se ter um retorno, essa trajetória acaba envolvendo a audiência na narrativa.  

Que deve ter um fluxo para que a trama possa conter um clímax e também, despertar as emoções do consumidor. 

O que não fazer usando o storytelling

Tratando-se de narrativas que acabam mexendo com o emocional do consumidor, algumas práticas do storytelling não devem ser realizadas, de modo que podem afastar o público ao invés de aproximá-lo. 

Uma delas é a romantização. A amenidade que este formato acaba dando a trama deixa a audiência desinteressada, de forma que ele não cumpra o seu objetivo de causar algum impacto emocional. 

Essa romantização também acaba fazendo com que os conflitos não sejam tão difíceis de serem resolvidos, tornando deste modo, algo utópico.  

Dentro do storytelling, as mensagens não podem ser passadas de forma direta e em um primeiro momento porque acaba estragando o ato da narrativa, e toda a trama em si.

Do mesmo modo que uma história superficial sobre bateria 100 heliar, por exemplo, também acaba não sendo algo recomendado para uma prática de criação de histórias, que visa mexer com as emoções.   

Os personagens também são pontos importantes dentro do storytelling, sendo eles que serão os responsáveis por contribuir com o ato de mexer com os sentimentos dos consumidores. 

Por isso, criá-los de forma rasa acaba impedindo os objetivos da trama, e como resultado, afastando a audiência.

Quais os 5 erros mais comuns de quem utiliza a estratégia de Storytelling no Marketing de Conteúdo?

Fonte/Reprodução: Original

Leia também: 5 Dicas de Inbound Marketing para alavancar suas vendas

Veja agora quais são os 5 erros mais comum de quem utiliza a estratégia de Storytelling no Marketing de Conteúdo:

  1. Focar apenas na história e esquecer do objetivo;
  2. Usar uma história que não tem nada a ver com o produto ou serviço;
  3. Fazer uma história muito longa e sem foco;
  4. Não ter um personagem principal forte e carismático;
  5. Esquecer de um bom final que inspire ação;

Agora que você já os conhece, tenho certeza que não vai cometer os mesmos erros 🙂

Considerações finais

Portanto, storytelling é um método de passar o aprendizado para a audiência, e podendo ser desenvolvido para os mais diferentes nichos, desde um setor de vendas, para a educação ou então, para o mercado. 

Como estratégia de marketing, ele está ligado na criação de conteúdos que podem prender a audiência, sendo ela, o foco de conquista deste método que contém personagens, conflitos, uma ambientação e a mensagem principal. 

Embora alguns cuidados devam ser tomados pela empresa que usar essa prática, como a romantização de situações e personagens rasos, um bom storytelling é capaz de mexer com os sentimentos dos clientes que o acompanharem.

Isso porque, podem acabar se identificando com a situação ou então, simpatizando com a trama, ao ponto de segui-la e assim, acabar obtendo os produtos ou os serviços do empreendimento. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

guest-posts-newsletter

Insights relevantes para maximizar o posicionamento da sua marca na internet

    Deixe um comentário

    © Copyright GuestPosts 2019 - 2022. Todos direitos reservados.

    Desenvolvido por E-Inov, Layout by Agência WN